FlipBook CMS

FlioBook CMS é uma ótima alternativa quando se quer publicar todo tipo de conteúdo no formato de Books Interativos (aqueles que simulam uma revista, passando as páginas), com uma gestão super simples e rápida, sem falar em sua estabilidade.

Pode-se ser utilizado de forma totalmente gratuita, e conta com uma grande quantidade de opções de configurações e extensa lista de  ferramentas de personalização. Sem dúvida um CMS focado em um nicho específico que cumpre com qualidade o seu propósito.

Site: http://www.flashextended.com/

Demo: http://www.flashextended.com/preview/flip_book_cms/

Para onde você redireciona seus usuários após se logar?

Aqui está uma boa lição para os designers e desenvolvedores de aplicativos web, para ajudar a dinamizar o progresso do usuário ao interagir com seu aplicativo.

Essa idéia do Paypal, em muitos casos, é suficiente para registrar usuários e redirecioná-los para a tela principal do aplicativo, onde podem escolher o que querem fazer. Também é boa prática para enviá-los para qualquer tela que estavam antes de estarem logados, ao invés de simplesmente mandá-los para a tela principal.

Veja abaixo uma maneira de como lidar com o login mesmo ainda que o usuário não tenha interagido com seu aplicativo:

O PayPal não deixa você interagir com eles a menos que você estiver logado (por razões óbvias). Não é como um site de carrinho de compras que permite que você navegue e coloca coisas no seu carrinho sem estar conectado. No caso do PayPal, você precisa estar logado para fazer qualquer coisa associada à sua conta.

Então, eles adicionaram um recurso simples e pequeno, sob a forma de um elemento <select> drop-down</select>, que permite escolher qual a área de aplicação que você quer ir como primeira página.

Acho que este é um bom exemplo de algo pequeno que pode ser adicionado ao processo de login, que não é obrigatório, mas ajuda o usuário a fazer as coisas o mais rapidamente possível. Claro, alguns podem argumentar que poderia desacelerar os usuários, mas em um caso como o PayPal, eu acho que é mais importante concentrarmo-nos no regresso dos visitantes que fazem uma enorme quantidade de tráfego.

Fica a dica!

Melhorando as buscas em WordPress com SearchEverything

ma coisa é certa, o motor de buscas não é um ponto forte ao WordPress, por padrão esta limitado a buscar conteúdo em artigos e páginas, quando pode ser interessante também buscar em comentários, tags ou categorias, ai que entra o Search Everything para fazer a nossa vida ficar mais fácil.

SearchEveryThing, é um plugin que ao ser instalado assume o motor de buscas do WordPress, permitindo realizar buscas mais avançadas em diferentes contextos, como::

  • Buscar em cada página.
  • Buscar em tag.
  • Buscar em cada categoria.
  • Restringir a busca a somente páginas que não estão protegidas com senhas.
  • Buscar em comentários.
  • Buscar em somente comentários aprovados.
  • Buscar em rascunhos, não publicados.
  • Buscar em resumos  (excerpt).
  • Buscar em arquivos anexados.
  • Buscar em campos personalizados (metadata).
  • Excluir posts do resultado das buscas.
  • Excluir categorias do resultado das buscas.
  • Destacar o resultado da busca nos artigos localizados  (mediante uma cor de  CSS personalizado)

Disponível em múltiplos idiomas e compatível com versões superiores do WordPress 2.1. Baixar…

WordPress: Backup automatico da base de dados

A grande maioria das pessoas são muito relaxadas quando se trata de fazer backups regulares do Banco de Dados, alegando que dá muito trabalho, ou com aquele pensamento: “quais são as chances que vai acontecer comigo uma perda geral de dados?”

Mas e se o backup acontecesse automaticamente todos os dias, armazenando a cópia do Banco em outro servidor de forma segura? Seria ótimo! Vejamos então como fazer isso:

1 – Registar uma nova conta do Gmail

O Gmail oferece 7 GB de armazenamento e até 20MB de arquivos anexados por mensagem (O maior tamanho de anexo que encontrei para uma conta de e-mail gratuito). É grátis e é completamente fora do seu servidor de hospedagem, por isso, se o seu provedor perder tudo, você não terá perdido os seus backups.

Vá até http://mail.google.com/ e “Inscreva-se no Google Mail”. O cadastro leva apenas um minuto para preencher e agora você terá 7GB de espaço de armazenamento gratuito.

2 – Instalar o Plugin

Existem vários plugins de backup diferente, mas vamos utilizar aqui o WP-DB Manager, porque é o único que eu sei que vai funcionar, e porque você pode contar que ele será atualizado a cada nova versão do WordPress.

Baixe o plugin, faça o upload para a pasta plugins e ative-o como qualquer outro plugin.

Você então tem que procurar a pasta wp-content/backup-db, e fazer o upload do arquivo .htaccess da pasta do plugin.

Se a pasta db-backup não existir, você deve criá-la e dar previlégios total (CHMOD 777) (Na maioria dos clientes FTP, você pode dar um “CHMOD” com um clique direito e escolhendo “chmod” ou “atributos de arquivo” etc).

3 – Definir as configurações

Um link chamado “Database” será adicionado ao seu painel principal do WP-Admin. Clique nele, depois clique na aba “Opções do DB”.

Na seção de agendamento automático, escolha todos os dias, Gzip Sim e digite o seu endereço do Gmail. Agora clique em “Update Options” e está feito.


4 – Lycos Mail, para quando o seu banco de dados for muito grande

A desvantagem do método acima é que você está limitado a um tamanho máximo de 20MB de seu banco de dados.

O Banco do wordPress tende a ser pequeno, e gzippiando o arquivo irá lhe ajudar imensamente, mas se seu site crescer acima do limite de 20MB, você terá que encontrar uma conta de e-mail melhor.

Nesse caso, tente Lycos Mail. Eles oferecem 3 GB de armazenamento gratuito, mas ilimitado tamanho de anexo de email.

No entanto, com a versão gratuita, você deve entrar a cada 30 dias, ou eles vão excluir permanentemente todos os seus e-mails. Você pode evitar as exclusões da Lycos comprando uma conta Profissional, que custa U$5,95 dólares por ano (ainda assim muito barato).

É isso…

Como pagar boleto vencido pela Internet?

O reBoleto é uma mini-webapp de execução super simples. O usuário que perdeu o prazo de pagamento de um boleto e não tem tempo ou paciência (ou ambos) para pegar filas intermináveis somente para calcular multa e juros por conta de 2 diazinhos de atraso, não precisa mais ranger os dentes. Basta acessar a página do reBoleto e preencher os dados para calcular automaticamente o valor que você deve pagar a mais. E mais, no final o reBoleto também exibe a linha digitável com o novo valor e a data de vencimento atualizada, permitindo a você pagar sua dívida sem enfrentar filas. Maravilha…

Link: reBoleto

Vi no Tecnocracia

Utilizando WordPress como Bug tracker


Se você trabalha com desenvolvimento, infraestrutura ou qualquer outra área que necessite de avalições e testes, com certeza você deve sinceramente fazer uso de uma ferramenta para gestão de defeitos. Acredito que após conhecer uma dessas soluções, você não vai se imaginar trabalhar sem.

As principais ferramentas do mercado são:

Mas o WordPress como sendo um CMS completo, tem também um tema preparado para servir de ferramenta de Bug Tracker, é o Quality Control.

Conheça: http://spencerfinnell.com/quality-control-theme/

Criando uma aplicação do zero com PHP+OO(DRY)+PDO+AJAX…

Material excelente em forma de série que mostra todo o desenvolvimento de uma Aplicação Web, desde a idéia no papel até a implementação final, utilizando conceitos, técnicas e ferramentas modernas, como:

  • Linguagem: PHP
  • Programação Orientada a Objeto, com o conceito de programação DRY em mente (“Don’t Repeat Yourself”).
  • Implementação de segurança do lado do cliente e do servidor
  • Utilização de PHP Data Objects (PDO), como forma de garantir a segurança do Banco de Dados.
  • Uso de strip_tags (), para evitar que o usuário armazene dados maliciosos no Banco de Dados.
  • Compactação de bibliotecas JavaScripts, para carregamento mais rápido da aplicação.
  • e muito mais…

Com certeza um material que deve ser analisado por todos.

Navegação nos tópicos da série:

Link oficial: WebAppFromScratch
Outro legal: http://www.phpro.org/tutorials/Creating-A-PHP-Application.html

Comparação de CMS: WordPress, Joomla, Drupal e Plone

A Idealware publicou um relatório de 60 páginas onde compara 4 sistemas de gerência de conteúdo opensource: Joomla, Plone, Drupal e WordPress.

Entre os itens avaliados estão:

  • facilidade de hospedagem e instalação;
  • facilidade de configuração para um site simples;
  • curva de aprendizado para construção de um site mais complexo;
  • facilidade de administração;
  • flexibilidade gráfica e estrutural;
  • roles e workflow;
  • funcionalidades de web 2.0 e criação de comunidades no software;
  • extensão e integração com outras ferramentas;
  • escalabilidade e segurança;
  • manutação e força da comunidade/suporte.

Download do documento:

Howto: Criando uma metodologia de publicação de popup com WordPress

Olá pessoal, hoje iremos mostrar como fazer um sistema de publicação de banners em popups utilizando o WordPress, mas sem o uso de plugins.

É sei que muita gente odeia popup, e eu sou uma dessas pessoas, porém ao trabalhar para clientes que exigem a utilização desse recurso, torna-se necessário implementar no site.

Antigamente era comum a utilização da técnica de abrir uma janela via Javascript, porém os browsers já a algum tempo possuem mecanismos para bloquear esse tipo de publicidade.

O que se tem usado muito é a utilização de DIV´s, muito comum em sites de comércio eletrônico (aquelas janelinhas com propaganda, que obriga você clicar no fechar).

Vamos ao passo-a-passo, utilizando o WordPress:

1. Crie uma categoria no seu wp-admin, com o nome de popup.

2. Insira um post que será seu popup, faça a inserção da sua imagem normalmente no post, e crie dois campos personalizados logo abaixo do editor, com os nomes de Largura e Altura, e coloque o tamanho em pixel do seu popup.

3. Na sua header.php, você irá acrescentar um javascript, que irá fazer o popup ser fechado.

<script>
function MM_showHideLayers() { //v9.0
var i,p,v,obj,args=MM_showHideLayers.arguments;
for (i=0; i&amp;amp;amp;lt;(args.length-2); i+=3)
with (document) if (getElementById &amp;amp;amp;amp;&amp;amp;amp;amp; ((obj=getElementById(args[i]))!=null)) { v=args[i+2];
if (obj.style) { obj=obj.style; v=(v=='show')?'visible':(v=='hide')?'hidden':v; }
obj.visibility=v; }
}
</script>

4. Em sua home.php ou na sua index.php (depende de seu tema), você irá criar o seguinte trecho de código, logo no início, após o get_header():

< ?
	$popup=new WP_Query();
	$popup->query('showposts=1&cat=5');
	while($popup->have_posts()):$popup->the_post();
?>

<style>
#destaque {
	width:< ? echo get_post_meta($post->ID, "largura", true); ?>px;
	height:< ? echo get_post_meta($post->ID, "altura", true); ?>px;
        position: absolute;
	top:0; 
	bottom:0; 
	left:0; 
	right:0;
	margin:auto; 
} 
#dtopo {
	border-bottom: #666666 solid 1px;
	height:32px;
	background: url(< ?php bloginfo('template_url'); ?>/images/closelabel.gif) no-repeat right;
}
</style>

<!-- ************************** POPUP DESTAQUE ************************** -->
<div id="destaque" style="visibility: visible;">

<!-- Botao Fechar | Inicio -->
<div id="dtopo" title="Fechar esse janela" style="cursor:pointer" onclick="MM_showHideLayers('destaque','','hide')"> </div>
<!-- Botao Fechar | FIM -->

<!-- CONTEUDO -->
<div onclick="MM_showHideLayers('destaque','','hide')" title="Fechar esse janela" style="cursor:pointer"></div>
< ?php the_content()?>

<!-- CONTEUDO | FIM -->
</div>
< ?php endwhile;?>
<!-- POPUP DESTAQUE | FIM -->

Explicando: no inicío deste código, criamos um laço do WordPress onde irá mostrar sempre o ultimo post da categoria popup (id=5).

No CSS, criamos uma DIV e configuramos que a sua largura e altura serão os informados no post, nos campos personalizados.

A classe dtopo, é a apenas para colocar um botão de fechar. Os demais são auto-explicativos.

6. Com isso, o laço irá exibir sempre o post publicado, caso não queira mais o popup, basta ir no wp-admin e despublicar o post, simples assim.

Rastreio

Se você faz compras pela internet, tanto nacional como internacional, com certeza deve utilizar o serviço de rastreio de encomendas dos correios, porém indico dois sites que ajudam a monitorar seus pacotes transportados pelos Correios de forma bem mais completa, com notificação por email, feed RSS, twitter…. mostra até o caminho que seu pacote esta percorrendo utilizando o google maps, simplesmente perfeito.

  1. http://www.encontreseupacote.com.br
  2. http://www.muambator.com.br/