Ferramentas para gerar dados de teste

Um dos grandes problemas que nós desenvolvedores enfrentamos quando estamos iniciando uma aplicação Web nova é com o rendimento em etapas iniciais do processo, problemas estes que vão se tornando mais visíveis a medida que temos uma quantidade de dados mais elevado e um número maior de usuários concorrentes.

Para resolver o problema com usuários concorrentes, é possível realizar teste de stress, porém quando se necessita ter um volume de dados elevado para poder provar se a aplicação esta se comportando como esperávamos, o que normalmente se faz é inserir manualmente essas informações, porém para este caso, temos ferramentas bastante úteis:

  • GenerateData: para mim um dos melhores.
  • DBMonster: para gerar dados aleatórios em uma base de dados. Muito completo, porém um pouco mais complexo.
  • CSV Data Generator: baseado em Ruby, gerar arquivos CSV.
  • Datagenerator: Este também gostei bastante por ser bem simples. Permite gerar dados para Mysql, Firebird, Interbase, MSSQL, Oracle, SQLite e PostgreSQL.

No post original, tem a sinopse de outros…
Test (Sample) Data Generators

Navegue sem deixar rastros…

Você sabia que com o Google Chrome, é possível navegar na internet e não deixar rastros no computador, como histórico, cookies e outros? É bem simples, basta editar o atalho que chama o Chrome e acrescentar -incognito, assim:

Ai, quando você abrir o Google Chrome, vai aparecer esta mensagem:

Você está navegando no modo anônimo.. As páginas visualizadas nesta janela não aparecerão nos históricos do navegador ou da pesquisa, nem deixarão outros rastros em seu computador (por exemplo, cookies) após você fechar a janela anônima. Porém, todos os arquivos que você baixar ou os favoritos que marcar serão preservados.

A navegação no modo anônimo não afeta o comportamento de outras pessoas, servidores ou softwares. Tenha cuidado com:

  • Sites que coletam ou compartilham informações a seu respeito
  • Provedores de internet ou empregadores que rastreiam as páginas visitadas por você
  • Smileys gratuitos, pois eles podem ser iscas de softwares maliciosos
  • Vigilância de agentes secretos
  • Pessoas que ficam atrás de você quando você está navegando

Saiba mais sobre a navegação no modo anônimo.

Legal né….

Wireless Router – Firmware Nacional

Bem, não tou ganhando nenhum “jabá” para divulgar isso, mas como achei a idéia super legal, vamos divulgar…

Imagine que você, especialista em redes, seja chamado para configurar uma “redezinha” onde o cara compartilha a conexão com meio mundo de gente, e tem uns camaradas que ficam o dia todo baixando coisas em Torrent ou no Emule… o que você faria? Simples, colocaria um servidor Linux (claro), e configurava um QOS  – controle de banda (tem vários Access Point que já vem com isso integrado em sua interface).

Mas ai seu cliente fica super feliz com sua idéia e começa a pedir mais coisas, como receber o link de um AP, via Wireless, e repassar para uma rede cabeada, controlando a banda individual de cada cliente por MAC, por IP ou Faixa de IP’s, para em caso de falta de pagamento, ou outro motivo, ele possa bloquear um cliente apenas sem prejudicar os demais.

E mais, agora o cliente quer utilizar regras Layer7 no controle de banda por IP definindo o percentual sobre o total de banda que cada protocolo pode usar. Por exemplo, se você cadastrar uma regra para Edonkey com 3%, mesmo que todos os clientes estiverem fazendo downloads pelo emule ao mesmo tempo esse consumo não vai ultrapassar de 3% da banda total de cada IP…

Agora imagine fazer isso e muito mais coisas diretamente no seu Roteador Wireless (AP), sem a necessidade de ter máquina dedicada como servidor?

Legal né, essa é a proposta da empresa Wireless Router. Eles personalizaram o firmware  Realtek RTL 8186 e adicionaram  muitos recursos tanto em redes 802.11 b/g.

Confira no site dos caras os AP compatíveis… há bom que o custo é baixo, apenas R$ 25,00 pela licença de cada AP.

Link: http://www.wirelessrouter.com.br/
Página de demostração do Firmware: http://www.wirelessrouter.com.br/demo/

Scrum e XP direto das trincheiras

Scrum e XP você já deve saber o que é.

Uma das coisas que mais dificultam para quem está començando no agile é o fato de não haver nenhum manual dizendo exatamento o que você deve fazer. Você tem que experimentar e continuamente adaptar o processo até que ele se encaixe na sua situação específica.

Porém agora existe um livro traduzido para o Português sobre gerenciamento de projeto ágil, onde aborda o processo implementado em uma empresa Suéca.

Este livro oferece a um ponto de início, através de um conto detalhado sobre como uma empresa sueca implementou Scrum e XP com um time de aproximadamente 40 pessoas e como ele continuamente melhoraram seu processo ao longo de 1 ano.

Sob a liderança de Henrik Kniberg eles experimentaram diferentes tamanhos de time, diferentes tamanhos de sprint, diferentes definições para “feito”, diferentes formatos para o product backlog, diferentes estratégias de testes, diferentes modos de realizar demonstrações, diferentes modos de sincronizar múltiplos times de Scrum, etc. Eles também experimentaram práticas XP – diferentes modos de fazer builds contínuos, programação em par, test driven development, etc e também como combinar tudo isso com Scrum.

As restrições de seu time podem ditar formas diferentes de configuração das práticas (e até mesmo comprometimento), mas aqui está um exemplo de como alcançar o processo de “melhoria contínua” que fará seu processo ágil o melhor para você.

O download pode ser feito aqui, basta se registrar no site InfoQ.

Páginas de erros do Squid…

Personalizar páginas de erros do Squid muita gente sabe fazer, se não sabe, o Dicas-L te ensina.

Agora para que suas personalizações fiquem mais legais, você pode utilizar as imagens criadas pelo cartonista Adam Koford, as quais você pode conferir Flickr.

404 Not Found

Realmente ficou massa!

Smush.it – Otimizador de imagens

Já faz algum tempo que o  Yahoo! lançou uma ferramenta chamada Smush It! que torna fácil e rápido a otimização do tamanho de imagens sem afetar a qualidade visual.

Smush It! reduz o tamanho do arquivo ao efetuar um ajuste no número de cores, remoção de excesso de metadados e outros dados visuais.

Existem três formas de usar Smush It!:

  • Você pode enviar diversas imagens pelo navegador.
  • Através de URL’s com endereços das imagens.
  • Plugin para Firefox que otimiza as imagens encontradas em qualquer página, gerando uma lista e um zip.

A melhor opção é sem dúvida utilizar o plugin do Firefox, visto que após a análise do site ele permite que você faça o download de todas as imagens já otimizadas, ai é so substituir em seu projeto.

http://smushit.com/

Curiosidades sobre campo TIMESTAMP em MySQL

Banco de dados é uma área que nunca se esgotam os conhecimentos…recentemente descobri algumas coisas interessantes sobre os campos do tipo TIMESTAMP utilizando o  MySQL:

  • Por default o TIMESTAMP é NOT NULL, inserir um NULL faz com que seja armazenado o DATETIME atual;
  • TIMESTAMP pode conter um valor entre ‘1970-01-01 00:00:01’ e ‘2038-01-19 03:14:07’;
  • Somente a primeira coluna com NOT NULL pode contar por default a propriedade CURRENT_TIMESTAMP;
  • Quando se utiliza CURRENT_TIMESTAMP, e a coluna esteja marcada como ON UPDATE essa coluna não se atualiza-ra se não tiver alterações significativas (por exemplo, ao fazer dois updates iguais).

Confira mais aqui: