23 Oct

Profissionais do “Secso” – Governo Federal ensina como ser Prostituta(o)!

Ministério do Trabalho traz cartilha online que ensina garotas a se prostituírem.

É isso mesmo o MTE reuniu um vasto material que ensina em detalhes e da dicas de como a pessoa deve agir para se tornar uma prostituta (o).  E mais, a “profissão” tem código CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) e, por incrível que pareça, é destacado no “Menu da Família”.

A atividade de prostituição no Brasil em si não é considerada ilegal,  mas o seu  fomento e a contratação de mulheres para atuarem como prostitutas é considerado crime, punível com prisão.

O MTE ainda aconselha:

Para o exercício profissional requer-se que os trabalhadores participem de oficinas sobre sexo seguro, oferecidas pelas associações da categoria [...] O acesso à profissão é livre aos maiores de dezoito anos; a escolaridade média está na faixa de quarta a sétima séries do ensino fundamental. O pleno desempenho das atividades ocorre após dois anos de experiência“.

Me lembrei daquele vídeo do velhinho que “pegou” uma puta e só queria pagar R$ 5,00 reais de caridade.

YouTube Preview Image

Link: http://www.mtecbo.gov.br/busca/descricao.asp?codigo=5198

2 thoughts on “Profissionais do “Secso” – Governo Federal ensina como ser Prostituta(o)!

  1. Prezado amigo,

    Sou usuário do Linux, e, há muito, leio os seus artigos sobre este sistema operacional, além de outros do meu interesse.
    Permita-me, pela primeira vez, discordar do amigo. Com ou sem cartilha, a prostituição jamais terá fim, é da natureza humana. Não é por acaso que é conhecida como “a mais antiga das profissões”. Portanto, acredito que devemos aceitar esta realidade.
    Se a tal cartilha traz informações úteis – especialmente acerca de sexo seguro – no desempenho do ofício, não vejo nenhum problema neste projeto, além do preconceito.
    Ademais, a profissão já é reconhecida em muitos países.
    Saudações,
    Guilherme Xavier

  2. Antes eu me indignava com as atitudes de meus “conterrâneos” sem conseguir os compreender. Depois que comecei a me interessar mais pelas artes, música, história, etc, as coisas começaram a ficar mais claras para mim.
    Comecei a “entender” as atitudes de alguns vizinhos, as atitudes do dono da mercearia do meu bairro, as idéias do meu professor de história. Comecei a notar que todos esses indivíduos tem algo em comum. Eu relutava em aceitar a verdade que eu havia começado a enxergar, diferenças existem.

    Nenhuma dívida!
    http://www.youtube.com/watch?v=RzylcQEo31Q

    Povo da África subsaariana
    http://www.youtube.com/watch?v=ZY-bqsxC1AA

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>