Renomeando fisicamente uma máquina virtual no VMware ESXi 5

Howto: Renomeando fisicamente uma máquina virtual no VMware ESXi/5x.

Ao migrar uma máquina virtual entre servidores de VMs é possível pelo vSphere renomear o nome da máquina no histórico de VMs, mas fisicamente o disco (vmdk) e outros arquivo permanecem com o nome da máquina original.

Para renomear todos os arquivos fisicamente, siga esses passos. Lembrando que a máquina virtual deve estar desligada.

1. Logue via SSH no seu servidor de VM-ESXi

# cd /vmfs/volumes/datastore1

2: Renomeie a pasta:
# mv maquina_velha maquina_nova

3: Entre na pasta renomeada
# cd maquina_nova

4: Renomeie todos os arquivos manualmente:
# mv maquina_velha.vmx maquina_nova.vmx
# mv maquina_velha.vmsd maquina_nova.vmsd
# mv maquina_velha.nvram maquina_nova.nvram
# mv maquina_velha.vmdk maquina_nova.vmdk
# mv maquina_velha-flat.vmdk maquina_nova-flat.vmdk
# mv maquina_velha.vmxf maquina_nova.vmxf

Uma observação, o arquivo .vmsd estava vazio por não ter sido feito nenhum snapshot da máquina.

5: Edite o conteúdo do arquivo .vmx, usando o vi. No exemplo abaixo usei o search and replace, bastando digitar :%s

# vi maquina_nova.vmx
:%s/maquina_velha/maquina_nova/g

6: Edite o arquivo .vmdk

# vi maquina_nova.vmdk
:%s/maquina_velha/maquina_nova/g

7: Se a máquina estiver registrada no histórico de VMs a mesma deve ser removida do registro.

# vim-cmd vmsvc/getallvms
# vim-cmd vmsvc/unregister 900

No caso o 900 ai é o Vmid, mas se a máquina ainda não tiver sido registrada pode-se pular este passo.

8: Registrando a nova máquina
# vim-cmd solo/registervm /vmfs/volumes/datastore1/maquina_nova/maquina_nova.vmx

E só. Agora é so editar a máquina_nova e definir uma interface de rede e inicializa-la.

Howto: Como encontrar todos os subdomínios de um determinado domínio?

Isso é possível utilizando Reverse DNS lookup. Embora existam alguns sites que ofereçam este recurso, você também pode fazer via script shell, veja como criar:

# vi /tmp/busca.sh

Entre com este script e salve o arquivo:

#!/bin/bash
IPPFX=$1
for i in `seq 1 255` ; do LIST="$LIST ${IPPFX}.$i" ; done
for i in $LIST ; do
 ENTRY="`host $i`"
 [ $? -ne 0 ] && continue
 ENTRY=`echo "$ENTRY" l sed -e 's/.* //' -e 's/\.$//'`
 echo -e "$i\t$ENTRY"
done

Dê permissão de execução:

# chmod 775 /tmp/busca.sh

Para usar o script você deverá entrar com o IP do domínio à verificar sem o último octeto, por exemplo, digamos que queremos saber todos os subdomínios que existem no domínio camara.gov.br (Câmara dos Deputados), primeiro devemos saber o IP do domínio:

# ping www.camara.gov.br
PING www.camara.gov.br (200.219.133.59) 56(84) bytes of data.

Com o IP em mãos (200.219.133.59) iremos nosso script, removendo o último octeto (59), ficando assim:

# ./busca.sh 200.219.133

E como resposta do comando acima temos:

200.219.133.2 2.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer copernico.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.5 5.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer aurelius.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.7 7.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer platao.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.9 9.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer perdiz2.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.17 17.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer lexml.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.18 18.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer arara.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.20 20.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer hypatia.camara.leg.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.21 21.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer melissa.camara.leg.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.24 24.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer csg.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.28 28.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer perdiz1.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.33 33.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer extranet2.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.43 43.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer democrito1.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.44 44.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer democrito2.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.47 47.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer harpia-vip.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.51 51.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer arquimedes.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.54 54.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer copernico.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//
200.219.133.181 181.133.219.200.in-addr.arpa domain name pointer gaturamo1.camara.gov.br. l sed -e s/.* // -e s/\.$//

legal né 🙂

Update: Pessoal que estava reclamando que o copiar e colar o código não estava funcionando, isso se deve provavelmente por que o WordPress muda algum código ASCII ao colar. De toda forma, segue um splash (imagem) do código para vocês digitarem.

Integrando o Tomcat ao MAMP

O MAMP é servidor web mais famoso para desenvolvimento no MAC e é possível também colocar para trabalhar juntamente com ele o Tomcat para quem esta desenvolvendo algo em JAVA/JSP, vejamos:

  1. Baixe a última versão binária do tom­cat diretamente deste link.
  2. Extraia o arquivo na pasta do MAMP (/Applications/MAMP/) .
  3. Troque o nome da pasta descompactada (apache-tomcat-X.X.XX) para tomcat.
  4. Adicione esta linha /Applications/MAMP/tomcat/bin/startup.sh no final do arquivo /Applications/MAMP/bin/startApache.sh
  5. Agora, adicione esta linha /Applications/MAMP/tomcat/bin/shutdown.sh no final do arquivo  /Applications/MAMP/bin/stopApache.sh
  6. Finalmente, mude as permissões destes arquivos na pasta tomcat, executando os seguintes comandos:
    chmod +x startup.sh
    chmod +x shutdown.sh
    chmod +x catalina.sh
    chmod +x setclasspath.sh
    chmod +x bootstrap.jar
    chmod +x tomcat-juli.jar
  7. Start o MAMP (não o MAMP Pro) e acesse o endereço: localhost:8080 e veja se o Tomcat é carregado.

Caso prefira, segue o script para fazer todos esses passos acima:

#!/bin/sh

echo “/Applications/MAMP/tomcat/bin/startup.sh” » /Applic­a­tions/MAMP/bin/startApache.sh
echo “/Applications/MAMP/tomcat/bin/shutdown.sh” » /Applic­a­tions/MAMP/bin/stopApache.sh

chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/startup.sh
chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/shutdown.sh
chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/catalina.sh
chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/setclasspath.sh
chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/bootstrap.jar
chmod +x /Applic­a­tions/MAMP/tom­cat/bin/tomcat-juli.jar