NAS (Network Attached Storage) doméstico com o FreeNAS

Se você quer um servidor de arquivos com suporte a vários discos em RAID e uma interface de administração via web, assim como um NAS comercial, você pode experimentar o FreeNAS, que desempenha a função de forma incrivelmente competente e pode ser configurado em poucos minutos.

Ele suporta o uso de RAID e oferece suporte aos mais diversos protocolos de transferência de arquivos, além de oferecer um grande volume de recursos de gerenciamento, centralizados em uma interface web, que pode ser acessada a partir de qualquer PC da rede.

Maiores informações:

Buscar fotos de acordo com a paleta de cores

O pessoal da agência idée criou uma interessante ferramenta de busca de fotos Creative Commons do Flickr.

A busca é realizada a partir das cores selecionadas em uma paleta. E o mais legal é que você pode colocar várias cores, e o sistema vai buscar as fotos com os tons selecionados, permitindo até 10 cores.

O resultado é impressionante. A ferramenta chama-se Multicolor Search Lab, experimente, você vai gostar.

Link:  Multicolor Search Lab

Erro: service XYZ does not support chkconfig

Erro clássico. Você faz um script shell, e ao tentar colocar ele na lista dos serviços de start e stop do servidor, recebe a mensagem do título deste post, veja como resolver, de forma simples.

(Assumindo que o nome do meu script seja: myscript)

1 – Copie seu script para dentro de: /etc/init.d
2 – cd /etc/init.d
3 – chmod +x myscript
4 – Adicione essas linhas abaixo, incluíndo #,  logo após  #!/bin/bash ou #!/bin/sh:

# chkconfig: 2345 95 20
# description: descricao
# O que seu script faz (Acho que isso nem é mais necessário)
# processname: myscript

Salve, saia e execute a linha abaixo:

5 – chkconfig –level 2345 myscript on

Pronto…

Tambaqui Assado Regado ao Molho de Gengibre

tambaqui

O último feriado da Semana Santa foi ótimo, passei em Porto Velho – RO acompanhado de grandes amigos. Foram 4 dias comendo peixe, de tudo quanto é jeito, assado, cozinho, grelhado… enfim… uma verdadeira orgia gastronômica 🙂 .

Então separei esta receita para que vocês possam se deliciar também com um dos melhores peixes da região amazônica, o Tambaqui.

  • 1 “banda” de tambaqui (aproximadamente 1kg)
  • 4 dentes de alho
  • 2 cebolas grandes (cabeça)
  • 1 maço de coentro
  • 2 batatas grandes
  • 5 colheres cheias de azeite
  • suco de 2 limões
  • sal e pimenta a gosto
  • água, se necessário

Coloque os 4 dentes de alho, 1 cebola, o coentro, o azeite, o suco dos limões, sal e pimenta no liquidificador e espalhe a mistura sobre a banda de tambaqui, com a pele virada para baixo, furando-o com um
garfo para o tempero penetrar bem.

Deixe nessa salmoura durante toda a noite, dentro da geladeira. No dia seguinte, vire o peixe com a pele para cima e torne a regá-lo. Cubra com papel alumínio e a outra cebola cortada em rodelas grandes e leve ao forno médio por 1 hora.

Retire o papel alumínio, deixando-o dourar por mais alguns minutos, ou até que a pele solte, quando enrolada com um garfo.

Decore com batatas cozidas e douradas ao redor.

Sirva com arroz branco, decorado com azeitonas.

Receita do Molho de Gengibre

  • 50 g de gengibre
  • 125 g de manteiga
  • 100 g creme de leite
  • 1 cebola grande
  • 2 gemas
  • Sal
  • Pimenta do reino moida
  • Páprica picante
  1. Descasque e rale o gengibre
  2. Pique a cebola em pedaços bem miúdos
  3. Refogue-os na manteiga, em fogo médio por aproximadamente 20 minutos
  4. Coe tudo numa peneira fina e passe para outra panela
  5. Junte as gemas, o sal, a pimenta e a páprica e mexa bastante, com colher de pau
  6. Deixe em fogo brando por 5 minutos

E pra beber?

Há, um bom vinho branco cai muito bem, mas se quiser algo mais exótico, tente esse delicioso cocktail cubano, testei e confirmo, é uma combinação perfeita, extremamente refrescante.

Mojito Cubano

  • 1 dose de rum branco (sugestão bacardi)
  • 1 colhere (sopa) de açúcar
  • Suco de 1 limão
  • 1/2 copo de água com gás (cerca de 100 ml)
  • 1 ramo de hortelã (cerca de umas 10 a 12 folhas)
  • Gelo picado a gosto
  1. Coloque no copo onde vai ser servido o drink, os 4 últimos ingredientes
  2. Amasse bem o hortelã (esse é o segredo do bom mojito)
  3. Depois é só adicionar o rum e o gelo
  4. Aí é só apreciar

Nem cachorro come, porque não sobra 🙂

Migrando repositórios subversion com erro database crashing (errcode=160029)

HOWTO: Migrando repositórios
=======================================
Ambiente: Linux CentOS 5.2 / RHEL / Fedora

1. Problema:

O Servidor onde estava rodando o Subversion deu crash de disco (CentOs 4.4), e nem permitia logar diretamente na console.

Ante ao desespero, realizou-se o update para a versão mais nova do CentOS 5.2, com isso o servidor voltou a permitir logar, e foi possível reintalar o subversion, e migrar os repositórios para uma outra máquina.

A instalação foi executada seguindo este tutorial: http://wiki.centos.org/HowTos/Subversion

2. Ao tentar fazer um checkout nos projetos, o mesmo não permitia, e apresentava o seguinte erro:

<D:error>
<C:error/>
<m:human-readable errcode=”160029″>
Could not open the requested SVN filesystem
</m:human-readable>
</D:error>

Depois de algumas pesquisas, descobri que o banco de dados dos repositórios (diretório DB) estava corrompido, e era necessário fazer um recover.

3. Rodei o comando:

# svnadmin recover /var/www/svn/projetoxyz/

Como resposta recebi:

Repository lock acquired.
Please wait; recovering the repository may take some time…
svnadmin: DB_RUNRECOVERY: Fatal error, run database recovery
svnadmin: bdb: /var/www/svn/projetoxyz/db/log.0000000015: log file open failed: No such file or directory
svnadmin: bdb: PANIC: No such file or directory
svnadmin: bdb: DB_ENV->log_put: 15: DB_RUNRECOVERY: Fatal error, run database recovery

Certo, com isso percebi que o problema era um pouquinho mais grave, na verdade sempre que vejo essa frase Fatal error, imagino um problema um pouco mais trabalhoso 🙂

4. Acessei a pasta db de dentro do projetoxyz

# cd /var/www/svn/projetoxyz/db
# ls

-rwxrwxrwx 1 apache apache  172032 Dec 11 10:16 changes
-rwxrwxrwx 1 apache apache    8192 Dec 11 10:16 copies
-rwxrwxrwx 1 apache apache    1955 Oct  3  2008 DB_CONFIG
-rwxrwxrwx 1 apache apache       4 Oct  3  2008 fs-type
-rwxrwxrwx 1 apache apache 1048518 Oct 15 10:39 log.0000000013
-rwxrwxrwx 1 apache apache   13746 Dec 11 10:16 log.0000000014
-rwxrwxrwx 1 apache apache  126976 Dec 11 10:16 nodes
-rwxrwxrwx 1 apache apache  122880 Dec 11 10:16 representations
-rwxrwxrwx 1 apache apache    8192 Dec 11 10:16 revisions
-rwxrwxrwx 1 apache apache 8777728 Dec 11 10:16 strings
-rwxrwxrwx 1 apache apache    8192 Dec 11 10:16 transactions
-rwxrwxrwx 1 apache apache    8192 Dec 11 10:16 uuids

Observe que existe na pasta dois arquivos de log (log.0000000013 e log.0000000014). Apaguei este dois arquivos.

# rm -rf log.0000000013 log.0000000014

5. Voltei para a pasta svn, e executei o comando svnadmin recover novamente:

# cd /var/www/svn/
# svnadmin recover /var/www/svn/projetoxyz/

Agora como resposta obtive:

Repository lock acquired.
Please wait; recovering the repository may take some time…

Recovery completed.
The latest repos revision is 25.

Com este retorno podemos concluir que o banco de dados do repositório foi restaurado.

6. Agora podemos fazer o backup do repositório e restaurar em nosso novo servidor.

# cd /var/www/svn/
# svnadmin dump projetoxyz > projetoxyz_dump

Ao concluir o dump, será criado o arquivo projetoxyz_dump, agora é so enviar para o novo servidor, e fazer a restauração.

# scp projetoxyz_dump root@192.168.1.10:/var/www/svn/

7. No servidor novo, você cria o projeto e faz o restauração do arquivo recebido.

# svnadmin create projetoxyz

altera o dono do projeto:

# chown apache.apache projetoxyz -R

Realiza o reload:

# svnadmin load projetoxyz < projetoxyz_dump

8. Ao terminar o restaure, você deve acrescentar uma entrada no subversion.conf do nome do projeto criado, conforme visto no tutorial: http://wiki.centos.org/HowTos/Subversion

# vi /etc/httpd/conf.d/subversion.conf

Acrescente:

<Location /projetoxyz>
DAV svn
SVNPath /var/www/svn/projetoxyz
AuthType Basic
AuthName “Descricao do Projeto”
AuthUserFile /etc/svn-auth-conf
Require valid-user
</Location>

Reinicie o apache:

# service httpd restart
ou
# /etc/init.d/httpd restart

lembrando que só terão acesso ao repositório os usuários criados em /etc/svn-auth-conf.

# htpasswd -cm /etc/svn-auth-conf primeiro_usuario
New password:
Re-type new password:
Adding password for user primeiro_usuario

Adicionando mais usuários:

# htpasswd -m /etc/svn-auth-conf outro_usuario
New password:
Re-type new password:
Adding password for user outro_usuario

e assim sucessivamente.

9. Após esses passos, já é possivel fazer checkout utilizando sua ferramenta favorita, como o TortoiseSVN, diretamente pelo Windows, colocando a url de seu servidor:

http://192.168.1.10/projetoxyz

Ufa!!! É só isso 🙂

Cabo de redes par-trançado e conectores RJ45

Howto:  Como fazer a cabo de rede par-traçado?

Pra nunca mais esquecer, pois a idéia deste howto é focar no iniciante.

Será explicado abaixo dois tipos de cabos, um utilizado em HUB/Switch e também o famoso cabo cross-over (ponto-a-ponto).

1. Cabo para ser utilizado em um Hub ou Switch,  basta fazer as duas pontas iguais, seguindo o modelo abaixo.

1) bv.v.bl.a.ba.l.bm.m

2) bv.v.bl.a.ba.l.bm.m

2. Se for para ligar dois computadores diretamente, você precisará de um cabo cross-over, para isso basta fazer cada uma das pontas conforme modelo abaixo.

1) bv.v.bl.a.ba.l.bm.m

2) bl.l.bv.a.ba.v.bm.m
E pronto.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com