Vídeo treinamento – WordPress e Joomla

WordPress.com 2.5 Essential Training
Tempo do treinamento: 4.25 hours

Há muitas razões para se ter um blog: informar os clientes sobre novos produtos e serviços, para compartilhar informações e experiências com uma comunidade, ou a manifestar-se publicamente. WordPress.com provê um conjunto de ferramentas web-based que podem ser usadas para lançar um novo blog em questão de minutos. As ferramentas podem então serem usadas para personalizar o blog e atualizar e melhorar continuamente. Em WordPress.com 2,5 Essencial, é mostrado todo o processo de construção e manutenção de um blog, a partir da criação de uma conta no wordpress.com e como usar técnicas avançadas de personalização. É explicado como criar e organizar seções, páginas, além de links, e também oferece dicas de como se tornar um melhor blogueiro.

Mais informações: http://movielibrary.lynda.com/html/modPage.asp?ID=601

Downloads:
Rapidshare: | Part 1 of 4 | Part 2 of 4 | Part 3 of 4 | Part 4 of 4 |
DepositFiles: | Part 1 of 4 | Part 2 of 4 | Part 3 of 4 | Part 4 of 4 |

Joomla! 1.5 Essential Training
Formato: .MOV – Tamanho: 220MB
Muitos tipos de sites podem ser construídos e mantidos de forma mais fácil usando um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS). Um CMS oferece uma interface baseada na web para criar e organizar o conteúdo. O conteúdo é armazenado em um banco de dados e, em seguida, coerentemente apresentada de acordo com um conjunto de modelos e preferências, o que elimina a necessidade de trabalho manual em cada página HTML. Joomla! é um CMS open-source popular e fácil de usar, construído em PHP. Tem o quase ilimitadas funcionalidade, graças à sua comunidade de desenvolvedores de módulos. Em Joomla 1,5 Essencial Formação, o autor usa Joomla para a construção de um site de uma pequena empresa a partir do zero com nenhuma programação, desde a instalação até o lançamento. Ele mostra como criar e organizar o conteúdo, adicionar menus, barras laterais, e outros recursos, além de ensinar a mudar o visual com os modelos, instalar plug-ins e extensões, e muito mais.
Maiores informações: http://movielibrary.lynda.com/html/modPage.asp?ID=474
Download:
Rapidshare: | Part 1 of 3 | Part 2 of 3 | Part 3 of 3 |
DepositFiles: | Part 1 of 3 | Part 2 of 3 | Part 3 of 3 |

Tudo o que você queria saber sobre WordPress


Você é novo no mundo do CMS mais badalado do momento, o WordPress? Então essa é pra você. O Digital Paper que é um site de PodCast, com os mais variados assuntos, principalmente de tecnologia.

No Podcast nº. 24, os caras ( Canha, Aguinelo Pedroso e Nagüeva) falam de maneira descontraída sobre o mundo do WordPress… história, instalação, hospedagem vs WordPress.com e muito mais coisas…

Afinal de contas, o que é o WordPress? O que dá pra fazer nele? Ele é apenas mais um CMS? Qual o diferencial dele com as outras ferramentas web? Veja como essa ferramenta pode ajudar centenas de web designers Brasil afora.

Confira: http://www.digitalpapercast.com.br/podcast/podcast-edicao-24-wordpress

Fábrica de peles na China


Olímpiadas rolando, a China mostrando o que tem de melhor, porém embora seja um dos países que mais cresce no mundo, também é um dois países que não respeita os Direitos Humanos, e muito menos os direitos dos animais. Saiba que a china é um dos maiores exportadores de peles de animais, e o principal comprador não poderia ser outro país que os Estados Unidos.

Veja o vídeo abaixo, até o final…


Pledge to go fur-free at PETA.org.

E ai, ainda vai querer aquele cachecol de pele? Francamente…

Duplicando tabelas Mysql

Howto: Como duplicar o conteúdo de uma tabela Mysql

Simples, primeiro a sintaxe do comando SQL:

# CREATE TABLE nova_tabela SELECT * FROM tabela_original

Para grandes quantidades de dados, você pode querer limitar o tamanho da nova_tabela:

# CREATE TABLE nova_tabela SELECT * FROM tabela_original WHERE field1=’value’ LIMIT 0, 10000;

Dicas de autopromoção


Luli Radfahrer, é um dos profissionais mais criativos da área de comunicação digital da atualidade, com diversos clientes de renome nacional e internacional. No início do ano, ele publicou um post bem interessante com dicas de autopromoção, ideal onde muitos bons profissionais ficam perdidos ao perceberem que podem ter perdido o trem dos bons negócios, já que nada relevante parece acontecer.

No entanto, enquanto uns reclamam da falta de receptividade dos clientes, em um nhenhenhém de fazer inveja às tias solteironas e aos nerdolas gordos sem namorada, outros simplesmente acumulam novos jobs com grande despudor. Confira.

Link: http://www.luli.com.br/2008/01/18/10-dicas-de-autopromocao/

Mysql Error – Can´t connect to MySQL server (10061)

How to: Como resolver o problema de conexão ao Mysql quando apresenta o erro 10061 acima.

O erro 10061 indica que MySQL não esta “ouvindo” conexões na porta TCP padrão: 3306. Normalmente isso é desabilitado por razões de segurança, normalmente ocorre quando você esta usando alguma versão do Debian como Sistema Operacional.

Para resolver isto, acesse o terminal de seu servidor, e edite o arquivo my.cnf:

#vim /etc/mysql/my.cnf

Encontre a linha iniciada com bind-address e troque o IP 127.0.0.1 pelo IP de seu servidor MySQL, que no caso da imagem acima irá ficar assim:

bind-address = 172.22.10.5

OBS: Isso só faz sentindo se você quiser vincular seu servidor MySQL à máquina em questão, porém isso raramente é usado, e com certeza você nem precisaria alterar o valor da linha bind-address, bastando comentar a tal linha assim:

#bind-address = 127.0.0.1

Feito as alterações, basta reiniciar o MySQL: # /etc/init.d/mysql restart E tentar conectar-se remotamente pelo seu cliente favorito.


Se mesmo assim não conseguir se conectar, ai continue a parte 2 do howto:

HowTo – Parte 2: Setando privilégios para acesso remoto.

No terminal, acesse o seu MySQL:

# mysql -u root -p
Vai ser perguntado qual a senha do usuário root

mysql>use mysql;

O que você vai fazer agora é alterar o registro do usuário Root na tabela Users do MySQL, para permitir que o mesmo seja seja acessado de qualquer máquina da sua rede.

mysql>update user set Host=’%’ where User=’root’ ;

mysql>FLUSH PRIVILEGES;

Ou se você usar o phpMyadmin basta ir diretamente no banco MySQL e na tabela user e atualizar o valor localhost para ‘%’

Após isso é so reiniciar o MySQL e tentar se conectar remotamente.

Há, completando este artigo, caso você realmente insista em usar o Debian ( eca 🙁  ) então você possa passar por um outro erro chamado ‘debian-sys-maint’ account, neste caso, veja a solução no blog do Daniel Antunes. (Dica do Leonardo Barroso…)

Até próxima…